Uma mensagem de natal.

Monte sua árvore, mas não se esqueça de montar a manjedoura em seu coração. Faça do natal um momento de renovo. Lembre do menino nascido, da estrela, dos anjos, do cumprimento da promessa, da missão maior.

O Cordeiro de Deus esteve entre nós. Ele nos deixou sua mensagem, nos ensinou a viver em paz, a dar a outra face, a ajudar o irmão, a visitar os doentes, a alimentar os que têm fome. Ele multiplicou os pães e peixes, curou enfermos e nos mostrou como nos despojar da vaidade e das coisas efêmeras.

O menino envolto em panos veio para pregar a mensagem enviada pelo Pai. Veio na plenitude dos tempos, mostrar que devemos trocar a guerra pela conversação e a vingança pelo perdão. Ele respeitou as mulheres, as crianças, os pobres e os aleijados.

De presentes, mas não negligencie o presente maior de Deus para a humanidade: seu próprio filho. Sendo assim, o maior presente que podemos dar é nosso coração em humilde súplica de reconhecimento do sacrifício do Homem-Deus, que veio a nós para viver e morrer como homem, para ressuscitar como Deus.

Comemore, mas não perca o sentido no natal de vista. Reserve um momento, agradeça a prova de amor de Deus pela humanidade. Fale com Ele. Sem formalidades ou liturgias. Ele nos ouve, tenha certeza. Faça o seu natal feliz.

Feliz natal.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade