Os dalitis da UERJ

Ouvi dizer que na UERJ existem turmas que estão sendo dividas em duas, na mesma sala e no mesmo horário. De um lado os alunos que ingressaram pelo sistema de cotas e de outros os que ingressaram pelo sistema de mérito. A justificativa é que havia reclamação dos alunos dos segundo grupo com relação à dificuldade do primeiro em acompanhar as exposições das disciplinas.


Ou seja, já começou a separação por castas no Brasil. E pior, numa universidade pública. O conceito de universidade é descaradamente esfacelado. Universidade é para gerar conhecimento, é instituição para ser a vanguarda do desenvolvimento, não para tirar alunos do analfabetismo funcional. Quando ingressei na universidade, eu sentia orgulho disso. Hoje sentiria medo de me acharem menos capaz do que os outros alunos. Eu e o Bahuan.


Todos têm o direito de querer cursar uma faculdade. Mas a obrigação de dar ensino fundamental de qualidade é o governo, não esse estopim de humilhação. Já temos nossos próprios dalitis. Uma maldade. Agora só nos falta um deus com corpo de gente e cabeça de elefante. Ou seria melhor uma cabeça de mula?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Todos os Junhos do Ano

Veraneou