Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Mesocarpo

O babaçu é uma espécie de palmeira muito comum no nordeste brasileiro. O seu palmito é de boa qualidade e seu coco tem algumas utilidades. Da amêndoa se tira o óleo e da casca se faz carvão. Quem explora esses subprodutos ganha algo em torno de R$ 0,90 por quilo. Contudo, há no coco do babaçu o mesocarpo, uma massinha que fica justamente entre a amêndoa e a casca, pode ser usado como um rico complemento alimentar. Seu valor é mais de dez vezes maior do que os outros elementos. Como tudo na vida (ou quase tudo), o que vale mais é mais difícil de se conseguir.

A edição de domingo no jornal O Globo traz uma reportagem falando sobre o Bolsa Família na cidade de Getúlio Vargas, no interior do Maranhão. Lá, até a Secretária de Assistência Social está desanimada com o programa. Ela já concluiu que o Bolsa Família atrapalha mais que ajuda. Onde entra o babaçu nessa história? Ele poderia mudar a vida de 70 mulheres da região. Com recursos federais, foi realizado um curso que as ensinava a extra…

Dúvida Bíblica

Então Lula, o profeta de Catés, disse: Em verdade, em verdade vos digo. Se Jesus Cristo viesse para o Brasil e Judas tivesse votação num partido qualquer, Jesus teria de chamar Judas para fazer coalizão.

Eis a minha dúvida:

Lula se acha Jesus Cristo ou se acha Judas?

Palpite Infeliz

Era para ser um sábado chuvoso, daqueles que só nos restam a pizza por telefone, o shopping e o cineminha. Mas não foi nada disso, foi muito pior. Mais um episódio da guerra do tráfico, na modalidade bandido contra bandido, depois na modalidade bandido contra polícia. O epicentro da crise foi Vila Isabel.

A Vila é famosa por vários (bons) motivos. É o bairro de Noel Rosa, o Martinho é da Vila, tem uma tradição da boa vivência e tem uma escola de samba tradicional e campeã. A Vila é um daqueles bairros que são mais cariocas que outros. Não sei se por causa de seus botecos, suas pedras portuguesas na 28 de Setembro ou por causa dos tantos sambas feitos em homenagem ao bairro. Como toda a região da grande Tijuca, Vila Isabel é uma síntese carioca. Tem de tudo. Como ouvi de um paulista uma vez, é tudo misturado. Gosto da Vila, moro na Vila. Hoje a Vila sofreu um duro golpe. Ficou assustada, acuada, dentro de casa temendo o pior. Somos gente do bem, que gosta de passear pelas pequenas praça…

Pequeno Grande Incômodo

Início do século XX. A humanidade penava e morria com doenças como a tuberculose, pneumonia e outras advindas da falta de saneamento nos grandes centros urbanos. Crianças eram vitimadas pelo vírus da poliomielite. Avanços na medicina e reformas sanitaristas mudaram essa história. Foram descobertos os motivos de doenças cardíacas e neurológicas seus tratamentos mais eficientes. Até o câncer, que ainda tanto mata, tem algumas de suas modalidades aplacadas pelos avançados tratamentos oriundos de diagnósticos precoces.

Tudo parecia ir muito bem para o homem urbano ocidental — mesmo com o HIV, que está mais associado a um comportamento de risco. Mas sorrateira e discretamente outras doenças se apresentam em nosso meio. Muitos de nós já ouvimos, pelo menos uma vez na vida, algo sobre a LER (Lesão por Esforço Repetido), uma verdadeira praga nos escritórios, nas centrais de atendimento e nas salas de aula. Na verdade a LER não é uma doença, mas sim um conjunto delas: tenossinovite, tendinites…

La Isla de la Fantasia

A revista Veja, edição 2133, trás uma entrevista que, se não reveladora, é muito pertinente aos tempos atuais. Yoani Sánchez, 34 anos, é a timoneira do blog desdecuba.com/generaciony. O depoimento é rico por ser cheio de amor ao seu país e por ser de um realismo contundente. Mas pode ser sintetizado em uma frase: “Convido quem vê Cuba como um exemplo a vir para cá, sentir na pele o que vivemos.”

Coincidência ou não, há tempos venho pensando dos nossos comunistas “red label”. São aqueles caras que exaltam Cuba como o último recanto do comunismo no estado da arte. Mas que não largam suas vidas confortáveis nos países capitalistas. No Brasil, temos alguns exemplos notórios, tais como Chico Buarque e Oscar Niemeyer. Dois homens ricos e turistas na ilha caribenha.

A grande verdade é que os cubanos passam privações. São alfabetizados, mas só lêem o que o regime deixa. Dizem que a medicina de lá é desenvolvida, mas os velhos vivem de forma lastimável e os abortos clandestinos tem números assus…

Rio 2016. Feliz, mas com restrições.

Imagem
Fato consumado, o Rio de Janeiro é a cidade sede dos Jogos Olímpicos de 2016. Se eu disser que não estou feliz, estarei mentindo. Quando ouvi o anúncio, segurei no peito um impulso enorme de auto-estima e de orgulho por ser carioca. O Rio é a minha terra, minha referência, meu ponto cartográfico no planeta. Não conheço somente o Rio das belas imagens, por motivos pessoais e profissionais acabei conhecendo todos os bairros da cidade. Quando estou fora do Rio me sinto fora de casa. Todas as vezes que chego de avião, vem a mente o Samba do Avião.

Meses atrás, falei das enormes restrições que tenho com relação à realização das Olimpíadas. Elas ainda existem. Mas talvez seja a chance que o Rio precisava para mudar a sua história, principalmente a parte dos últimos vinte anos. Desde que a capital nacional foi transferida para Brasília, o Rio ficou meio perdido no seu jeito de ser. A era Brizola inaugurou uma espécie de funeral em vida da tanto da cidade quanto do estado. Chegamos a um ponto …