Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2014

Maria das Dores

Dores
De amores
Perdidos
Feridos
Decaídos 
Dores
De paixões
Frustrações 
Esforços 
E destroços 
Dores 
Rumores 
Tumores
Na alma 
Dores
Na mente
Lembranças
Marcas
Fim da beleza
Dores
De tristeza.

Fantasma Paradoxal.

Eu vi um fantasma. 
Um fantasma do futuro. Um fantasma paradoxal. Tinha o mesmo perfume, os mesmos traços e os mesmos trejeitos do passado. 
Sentou ao meu lado e sorriu o sorriso que outrora eu tanto provoquei. Conversamos animadamente, sobre vários assuntos. Sobre longevidade, eternidade e outros planos de vida. A assombração vindoura me deu pistas de como será o porvir, com suas marcas do tempo e sua leve gris. 
Perguntou-me como vai a vida. Respondi que vai bem. E que, desde que o passado se foi, algumas coisas haviam mudado, mas que eu continuava o mesmo sujeito. 
Rápido o momento passou e o futuro espectro se foi. Meu sentimento era de espanto e admiração.
O fantasma do futuro era a mãe do passado. Não era fantasma, então. Era projeção. 
Futuro, mande lembranças do presente ao passado. 

36 palavras

boca fôlego orelha  centelha arrepio cio  vazio quarto cama trama dupla feita deita fome mútua tua coisa minha tinha vontade tanta quanta aquela energia  crescia explodia dia  nascia lá fora  hora aqui parada  nada nós tudo

Maria das Dores

Dores
De amores
Perdidos
Feridos
Decaídos 

Dores
De paixões
Frustrações 
Esforços 
E destroços 

Dores 
Rumores 
Tumores
Na alma 

Dores
Na mente
Lembranças
Marcas

Dores
De tristeza
Fim da beleza

Os começos

A faísca
A centelha 
O supro
O peteleco 
A gota 
O gole
O olhar
O sorriso
É tudo começo

Oração

Meu Deus,
Que meu coração se acalme e minha mente se organize. Para assim a ansiedade dar lugar à tranqüilidade, e a escuridão dar lugar à clareza e ao discernimento. Que meus olhos vejam teus feitos e que minhas mãos colham teus frutos. Ensina-me, Senhor, a não temer o amanhã e confiar em teu supremo cuidado. Proteja meu sono e meus sonhos. Que a noite me traga descanso e não temor. Que meu trabalho seja próspero e minha saúde forte. Que minha descendência seja feliz e que minha alma seja por ti guiada. Cuida de mim, Senhor. Não sei de nada, não tenho nada mais importante do que a esperança da tua misericórdia.
Amém.

Gotas

Das gostas que caíram 
Algumas saíram lágrimas 
Salgadas lágrimas...
Chuva que foi sol
E agora só, gotas outras
Nada mais

De...

De teus cacos me reconstruí  De teus golpes me reergui De tanto te chorar sorri De teus esquecimentos me lembrei De ti não saber aprendi De ti viver morri De ti deixar vivi De te perder me encontrei De teu adeus há Deus

Deixa

Deixa voar
Deixa viajar 
Deixa...
Deixa conhecer
Deixa aprender 
Deixa...
Deixa machucar 
Deixa curar
Deixa cair 
Deixa levantar
Deixa sair 
Deixa voltar
Deixa viver
Deixa ser

Brasil, um país de popozudos.

Prova de filosofia numa escola secundaria em Brasília com uma questão inspirada em Valeska Popozuda.
Não fico surpreso. 
É a franca expansão do plano nacional de imbecilização da população. Que começou há tempos e o professor que aplicou a prova já é produto disso, um imbecil completo. 
Ao entrar em defesa do professor, uma autoridade de ensino do Distrito Federal disse que Sócrates fazia o mesmo, "ao utilizar situações improváveis para estimular o pensamento humano".  Só que Valeska Popozuda (Jesus, como alguém se chama assim?!) não é improvável. Ela é incompatível com uma prova em uma escola que se preste. Logo, tal autoridade de ensino se trata de um imbecil retumbante. 
Haverá um dia em que no Brasil não teremos mais calças a serem arriadas. Somente fiofós à mostra. Seremos todos popozudos.