Presidente boca suja.

No dia em que Lula fez os pais terem medo de deixar seus filhos pequenos na sala quando ele aparece na TV, a massa balizou toda a asneira que o grande líder profere em seus discursos, concedendo a ele uma aprovação de 83%. Quando fala, Lula é uma espécie de demônio acorrentado. A qualquer momento ele pode romper os grilhões e fazer um estrago.

O presidente disse, literalmente, que o povo vive na m**** e que seu governo se dedica a tirar o povo de tal situação. Foi ovacionado pelos ouvintes. Nunca antes da história desse país, quiçá da história moderna, um governante foi aplaudido após dizer palavrões em seu discurso. Incrível e triste. Somos um povo que em sua maioria aprova esse tipo de coisa. O pobrismo e o piorismo tomaram conta do Brasil como uma metástase. Quem deveria ser eloqüente se manifesta como uma aberração. A multidão adora.

A declaração de Lula me fez pensar nessa tal m**** em que o povo vive. Afinal, que m**** é essa? Fiquei pensando em m**** um tempão. Concluí que não adianta o povo sair da m**** se a m**** não sai do povo. Sim, o povo está na m****, mas a m**** está no povo acima de tudo.

Faço parte dos outros 17%, vocês já devem estar carecas de saber. Talvez eu faça parte da “elite”. Em terra de cego, quem tem um olho é elite. Talvez eu não esteja na m****. Mas, certamente, a m**** no está em mim.

Por favor, acione a descarga.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade