Querência

Que você tenha consciência 
Dessa minha querência 
Culpa sua, só sua
Que se veste de nua
Nas noites de lua
Que me tira a vontade da rua
Que traz dependência
Que faz carência 
Tudo culpa sua...
Até que eu a possua 
Buscando enganado
Que a querência diminua 
No fundo conformado 
Pois a querência continua

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade