A Casa da Tijuca - Parte 1

Era uma vez, certo lugar na Tijuca, cercado por uma paisagem bucólica, bem aos pés do Maciço. Esse lugar era considerado uma referência na formação de lideres de uma denominação protestante. De saíram grandes exemplos de respeito, postura e como ajudar as pessoas a se aproximarem genuinamente de Deus.

De uns tempos para cá, este lugar vem sendo mal tratado. E não falo somente do mato que cresceu ou do campo de futebol enlameado. Falo do que estão fazendo da instituição. Lá é uma casa de ensino, sendo assim, seus mestres e demais servidores são partes essenciais no seu existir. Entretanto, essa gente tão importante está perdendo o sono, chorando pelos cantos, sem palavras para explicar o (em tese) inexplicável. O livro mais estudado daquele lugar é a Bíblia. E nela está escrito: Digno é o trabalhador de seu salário (Lc. 10:7). Ensinaram a lição, mas não têm exercitado a aplicação.

A penúria da casa não vem de hoje, arrasta-se há quase duas décadas. O que parecia ser não era. Como deveria ser não foi. Tudo tem seu preço, o jantar nunca é grátis. Chegou a hora de pagar a conta e não há como pagar.

Eu gosto da casa. Tenho dívidas com ela. Falarei mais sobre ela.

Comentários

  1. Nao sei se estou fazendo uma analogia precoce do seu artigo, mas lá vai: O arqueiro encontra-se comatoso, o arco está quebrado. A flecha há décadas não acerta o alvo, jogada em um canto. Pena. A flecha é de ouro e pedras preciosas.
    Aguardo a segunda parte.
    Abs Andre Marendaz

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Atenção: Acusações insultuosas, palavrões e comentários em desacordo com o tema da notícia não serão publicados e seus autores poderão ter o envio de comentários bloqueado neste blog.
Pense antes de escrever. Assine depois de escrever

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade