O Maracanã abriu.


O Maracanã abriu!
Brasil!
É junho, mas abriu!
Lugar do Rei o gol mil.
Palco de Galinho, Baixinho,
Jairzinho.
Para ver o gigante de novo,
Arranjei um lugarzinho
E vou levar minha garotinha
Ao templo de Garrincha, Didi e Quarentinha.
Zagalo, Rivelino e Assis,
Petkovic, Adílio e Gerson,
Dinamite e Junior Maestro.
A tristeza que detesto foi embora.
O Maraca vem em boa hora.
Agora ele é diferente, 
Não cabe mais tanta gente.
Mas guarda a história
De tanta vitória.
Glória de vários 
Granfinos e operários,
Anônimos e notórios.
Oswaldos e Severinos.
Marmanjos e meninos,
Arquibaldos e Geraldinos.
De chorar tantos olhos
De alegria e de derrota
Mário Filho, abre a porta.
Que saudade!
Entro e fico à vontade.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade