Esquecer-te...

Esquecer-te
Às vezes peço
A Deus
Adeus
Por anos
Refazer planos
Desfazer enganos
Não lembrar dos olhos teus
Tirar-te dos desejos meus
Resistir ao teu cheiro
E limpar do teu beijo o gosto
Achar comum teu rosto
Ser de novo eu, sozinho e primeiro
Esquecer-te
Já que não te minto
A falta de teu corpo eu sinto
Os carinhos, as conversas e o hábito
As pausas, os abraços e o hálito. 
Esquecer-te
E, talvez, lembrar-te.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade