Uma carta para 2012

Ano 2012, estamos a poucos dias de nos encontrar. Vou lhe confiar um segredo: Não agüento mais 2011. Foi um ano complicado, pesado, com muitos conflitos e mudanças. Uma nova ordem foi imposta. Me senti como estivesse num desses joginhos de dados e caísse numa casa que tivesse a mensagem: “Volte 10 casas”. Tive que voltar, joguei os dados novamente e ainda não veio aquela combinação que me faria avançar várias casas novamente.

Confesso que estou torcendo por sua chegada e ao mesmo tempo tenho certo medo de sua estada. Um paradoxo, sim, mas é o que sinto. Você tem mais jeito de encruzilhada do que de caminho. Ou a coisa vai, ou racha. Não tem jeito e eu ando bem cansado de ver as coisas rachando. Eu só quero que você seja bacana comigo. Eu preciso disso! Novos ares, novas paisagens e novas possibilidades. Que a vida seja mais prazenteira comigo e com os que eu amo. Que os dias sejam mais leves, que a grana entre, fique e não apenas passe. Que eu comece a construir as bases sólidas para a minha velhice.

Sei que você não espera. O tempo não espera ninguém e você é tempo. Mas, 2012, seja pelo menos gentil em sua pressa. Não me impeça de ver o que tem que ser visto nem de avaliar o que deve ser avaliado. Peço isso porque preciso estar muito melhor do que estou hoje. Seus antecessores 2009, 2010 e 2011 me demandaram muito das forças emocionais e físicas. Fui atropelado por eles, sendo assim, não quero um quarto atropelamento. Seria pesado demais.

Já ouvi dizer que você marca o fim de uma era. Coisa dos Maias, parece-me. Tem gente que diz até que você trás o fim do mundo. Quero bem menos que isso. Quero que seja um novo começo para mim. 2012, me traga um novo começo, um novo sentido, uma nova alegria. Não que eu viva uma vida sem alegrias e sentido. Mas, gostaria de começar a viver as coisas que sempre esperei viver. Realizar aqueles pequenos sonhos que tornam a nossa vida uma bela jornada.

Sei que você vem com acontecimentos que poderão ser cruciais para o meu futuro. Sendo assim, gostaria de fazer um acordo com você, 2012. Que daqui a um ano eu volte aqui para declarar minha saudade por você, já que 2013 estará chegando. Vou fazer a minha parte, tentar me comportar direitinho e fazer as coisas certas. Agora peço que faça a sua também, traga alegria oportunidades, amor, tranqüilidade e realizações.

Para terminar, só mais uma coisinha... Se for mexer com meu coração, pega leve.  

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

A Fila e a Oportunidade

Veraneou

Brasil: Financiamentos versus Credibilidade